Ligação

Racismo – genético ou adquirido !?

 

Este artigo apareceu no Público on-line de ontem:

http://www.publico.pt/Ci%C3%AAncias/no-cerebro-ha-um-conflito-entre-ter-atitudes-racistas-e-serse-neutro-1552299

Esta tendência para separar e individualizar pode ter uma base inata e, logo genética. Tendencialmente, as pessoas formam grupos onde partilham características comuns: idioma, religião, estado civil, idade, e a cor da pele é uma deles.
Quando falamos de racismo, devemos falar dele em sentido lato: quando a palavra é empregada num contexto onde identifica qualquer forma de discriminação, independentemente da característica que levou a essa discriminação.
Se eu entrar num bar cheio de pessoas de uma só cor, provavelmente irei entrar nesta tal situação de conflito que o artigo descreve. Digamos que a irracionalidade e a racionalidade entram claramente em conflito neste caso, vencendo nalguns casos uma e noutros a outra.

E então quando existem aquelas situações em que temos de “agir logo”, como uma rixa, não sei qual delas levará a melhor. Desconfio que sei qual é.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s