“Zeus” (2016)

Este filme português realizado por Paulo Filipe Monteiro retrata os últimos momentos da presidência de Manuel Teixeira, escritor, diplomata e viajante, ilustre algarvio e natural de Portimão.
Relata o momento rocambolesco em que, inesperadamente, num país à beira do abismo (1925), o presidente decide renunciar ao mandato e embarcar no primeiro barco a zarpar de Lisboa, por acaso um cargueiro holandês com o nome do supremo deus do panteão grego com destino a Tunes, no Norte de África.
A atitude de Manuel Teixeira Gomes de abandonar o Palácio de Belém ainda é hoje deveras inédita e marca os momentos desesperantes de um regime político em extinção – o golpe do 28 de Maio no ano seguinte terminará definitivamente com ele – marcando ainda a personalidade deste algarvio que sempre foi relutante em exercer o cargo, cruzando momento desesperantes da sua vida pessoal enquanto presidente com outras ocasiões marcantes da sua vida que se reflectiram na sua obra de ficção.

Autor de diversas obras, incluindo algumas de carácter marcadamente erótico, Manuel Teixeira Gomes nasceu numa família abastada da então chamada Vila Nova de Portimão, na juventude conheceu uma vida boémia, foi homem de negócios e mais tarde diplomata em diversos países europeus.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s