Encontrado o mais antigo registo de um cancro num hominídeo, com idade de quase 2 milhões de anos

Quem diria que o cancro nos acompanha praticamente desde a alvorada dos tempos ? Assim parece revelar esta proeminência encontrada num osso do pé que pertence a um Austrolopiteco que viveu em África há 1 700 000 anos. Supostamente terá sido um indivíduo, é o que diz artigo publicado na Science, abaixo referenciado.

Source: Cancer on a Paleo-diet? Ask someone who lived 1.7 million years ago | Scienmag: Latest Science and Health News

Anúncios

Os comentários estão fechados.