Mobile… mobile… thank you for relieving me !

Today I turned on my laptop computer that stays at my home after two days of standing-by, I think it’s a kind of a record I can tell it – being me a ‘computer-viciated’ guy as I use to be. The thing is, since I started to use smartphones over and over, the ‘dependency’ of using a computer started to decrease since I’m always taking my smartphone with me, and the use I give to it allows me to accomplish any daily task or doubt almost at the same time when it appears. In this new years when the degree of mobility increased as a consequence of the improvements made at technological level, even the laptop computers are being the ‘victims’, like the desktop computers were at their time the ‘things left behind’ with the advent of laptop computers, ore the old landline phones, which use also decreased with the appearance of mobile phones.

Any way, I can say that this technological achievment has allowed me to relieve myself from some kind of addiction I had before this time. Wooah, thanks to guy or guys that invented the mobile computing ! I’m now a guy free from computing addition. The problem is, I can not separate from my smartphone… the addiction has reappeared again in a new way…

Anúncios

A minha alma está torta!

Pessoalmente, e a nível individual não posso dizer que esteja mal. Não tenho problemas de saúde graves. Mas existe algo que, por mais que quera, não consigo evitar que ocorra sempre à minha mente: Portugal e os portugueses estão doentes, de modo que, se eles estão, sendo eu também português, também estou. Nem o futebol me dá a mim nem aos portugueses alegrias, é o meu Sporting que parece neste momento um clube que está a disputar o campeonato da não-despromoção e a selecção portuguesa de futebol que está enjeitar todas as suas oportunidades de estar presente na fase final que vai ser disputado num país que nos quer muito bem, o Brasil, seria uma desgraça se não conseguíssemos !
Eu sinto-me a bordo de um navio num mar revolto e que está à beira de naufragar: a todo o momento se abrem buracos e mais buracos no casco desse navio: ainda hoje foi conhecido que a receita fiscal vai ficar muito aquém do esperado e ainda por cima querem subtrair mais dez por cento aos que já nem emprego têm!
Como eu dizia, sinto-me a bordar de um barco que parece estar à beira de naufragar. Lá fora até oiço o rugido do mar verdadeiro: será que o mar vem de fora querer devorar um país que está literalmente à beira do naufrágio ! É por isso que eu sinto que sou uma alma torta num barco a vaguear à deriva num mar revolto… e à beira de naufragar !

O Zuckerberg de…

O Zuckerberg descobriu a pólvora: incapaz, após uma série de brainstorm’s, de desencantar a próxima grande novidade da sua empresa, decidiu aumentar o tamanho da letra do facebukas. Eu prefiro facebukar com a letra a tamanho 12 pontos, como tava dantes.
Acho que ele fez foi, usando o facto de tu partilhares a tua idade no facebook, com pessoas que têm mais de 30 anos, começam a sofrer de falta de visto ao perto, logo, ele lembrou-se da gente, e decidiu automaticamente aumentar o tamanho da letra para o pessoal mais velho. Se isto agora é uma regra de proporção, o pessoal de quarenta deve ter letra a 16 pontos, o pessoal de 50 está praí a 20 pontos, quanto aos octagenários nem se fala, deve ser uma letra só, ocupa toda a altura do écrã, de alto a baixo ! Ai, Zuckerberg, Zuckerberg, o que tu inventas… !