Monthly Archives: Junho 2016

O caminho mais fácil

A globalização foi uma coisa excelente: pôr todos os povos em contacto uns com os outros, partilhar as suas ideias, convicções e ideais mais nobres. Mas o verdadeiro objectivo da globalização nunca foi o de construir um mundo à imagem da letra de Imagine, de John Lennon. O verdadeiro motor sempre foi o de busca da riqueza, o que equivale a felicidade, mas só para uns poucos.
O mundo em que estamos a viver neste momento enfrenta problemas decorrentes dessa mesma globalização motivada pela ambição.
Qual é a alternativa ? A ideia de que um estado fechado e isolado vive melhor porque não depende de mais ninguém para viver foi o ideal da nossa nação durante quase 50 anos. Isto vacinou-nos a nós portugueses contra facínoras da índole daqueles que andam por aí a prometer ideias simples para resolver problemas complexos no mundo dos dias de hoje. Querem voltar atrás e fechar fronteiras e pôr no poder indivíduos que empolam inimigos invisíveis e que nos ensinam em virtude disso a pegar em armas contra vizinhos que antes eram nossos amigos, tudo em nome de uma ilusão de maior segurança ? Pormos em causa todos os nossos valores enquanto Comunidade Europeia – e que conseguram levar paz a um continente estraçalhado por guerras de centenas de anos – , ou fingir que os defendem em prol de manter uma ideia de coesão que já não existe mais?
A História ensina-nos lições do que não se deve repetir, mas infelizmente os seres humanos apenas vivem pouco tempo, o insuficiente para se não se aperceberem de que soluções simples como armar-nos a todos até dentes, em suma a corrida ao armamento, construir barreiras que nos permitam criar sensação ilusória de segurança, apenas é regressar ao Passado de sempre ?
Infelizmente a Humanidade parece comportar-se como uma criança teimosa, de memória curta e que só aprende pelo fogo. Já passaram 70 anos desde 1945, os que eram jovens na altura já poucos ainda vivem para poderem contar o que foi viverem naquele tempo.
Acredito que nos tempos actuais, estamos numa encruzilhada, e o caminho que parece mais interessante a seguir neste momento é o que parece mais engraçado, mas que mais tarde inflecte em curva de forma tão subtil e imperceptível dando uma volta que no fim vai somar 180 graus em direcção a onde ? AO PASSADO !
Anúncios